Etapas da Obra

ETAPA 1

Construção do prédio principal coberto com toda a infraestrutura interna de boxes, banheiros, praça de alimentação, palco e demais itens de uso, segurança e acessibilidade.

ETAPA 100% ENTREGUE

ETAPA 2

Estruturação do entorno do prédio principal, com criação de estacionamento interno para veículos e pavimentação de todas as ruas adjacentes. Além de urbanismos e paisagismo.

ETAPA EM LICITAÇÃO

Números que impressionam

5,5 MIL

metros quadrados

16,5 MI

de recurso próprio

200

boxes de comércio

37

espaços gourmet

Serviço

Funcionamento

SEGUNDAS-FEIRAS
das 17h às 22h


QUARTAS-FEIRAS
das 17h às 22h


SÁBADOS
das 05h às 12h

Como Chegar

História da Feira Livre

Se resgatarmos a história das Feiras Livres, com comércio de hortifruti, chegaremos nos anos 30 (do século XX) com carroças de feirantes tomando a Rua Paranaíba na esquina da Praça da Bandeira (atual Praça Ramez Tebet).

Nos anos 50 (também século XX) um prédio para abrigar a Feira Livre é construído na Rua 2 de Junho (atual Rua Munir Thomé), só que por uma fatalidade pega fogo.

No final da década de 60, é construído o Mercadão Municipal (atual Shopping Popular). Inaugurado em 1969, o prédio abrigava lojas comerciais na parte externa e na parte interna era o comércio de hortifruti.

Nos anos 80, a Feira Livre volta a tomar as ruas, e passa a acontecer em vários lugares, como: Praça do Jardim Alvorada, Circular da Lagoa Maior e Avenida Fillinto Muller. Até aquele momento, a Feira Livre de Três Lagoas acontecia de forma sazonal.

Mas, nos anos 2000, é criada a Associação dos Feirantes, e a feira se consolida nas manhãs dos sábados na Avenida Rosário Congro, depois também nas noites de quarta-feira e, atualmente, a feira acontece nas noites de segunda e quarta, e nas manhãs de sábado.

Fonte: Rodrigo Fernandes – Historiador

TOP
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support